arquitetura

ANTARES

RESIDENCIAL

A Elaine e o Anderson tinham acabado de se mudar da praia para o interior de São Paulo com o sonho de abrir um atiliê de gastronomia onde ela pudesse ensinar e oferecer seus talentos culinários.
 
Para isso, precisavam reformar o espaço, criando a cozinha-ateliê funcional e integrando o salão com o jardim. Um dos primeiros comentários que ela fez, antes mesmo de fecharmos o projeto, foi "acabei de me mudar, e meus recursos são limitados - então eu não posso errar!". Quando o cliente já sabe que projeto é investimento e não custo, tudo fica mais fácil.
 
Além disso, eles gostariam que o ateliê representasse, além de um ambiente prático e funcional para o preparo tão carinhoso dos alimentos, um espaço acolhedor, aconchegante e agradável para curtir a natureza.

Desenvolvemos um projeto que refletia tudo o que o ateliê representava para eles - dedicação e cuidado no preparo dos alimentos, conforto e acolhimento para as pessoas no momento de apreciar a refeição. Também tivemos o cuidado de criar uma conexão agradável e gentil com a natureza - boa parte dos materiais utilizados na reforma foram selecionados a partir do reaproveitamento: o madeiramento do novo pergolado foi feito de antigos dormentes de linhas de trem e os pallets do jardim vieram junto com os materiais da obra.
 
O mobiliário do salão foi praticamente todo reformado a partir do que eles já tinham - uma demão de tinta preta e algumas boas ideias. As luminárias foram fabricadas pelos próprios clientes, a partir de vidros de conserva dos alimentos utilizados na cozinha - uma ideia simples e fácil de fazer, que aplica o conceito de upcicle: o que seria descartado como resíduo é reinserido no ciclo de produção e ganha um novo significado em um contexto diferente. Além disso, a parede de tijolos maciços foi uma boa surpresa que encontramos na obra - e adividinha! - o material já estava previsto na nossa concepção original.

parceria com arq. priscilla becsi

palmas, governador celso ramos, sc

2017

COPA

estúdio de arquitetura sustentável

2020